SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue1Feeding propolis or essential oils (cashew and castor) to bulls: performance, digestibility, and blood cell countsIvermectin resistance of three Rhipicephalus microplus populations using the larval immersion test author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Revista Colombiana de Ciencias Pecuarias

Print version ISSN 0120-0690

Abstract

ZULUAGA, Angélica M; SILVEIRA A, Geraldo E  and  MARTINEZ A, José R. Concentração de óxido nítrico e malondialdeído no conteúdo gástrico e no sangue em modelo equino de úlcera gástrica. Rev Colom Cienc Pecua [online]. 2016, vol.29, n.1, pp.43-50. ISSN 0120-0690.  http://dx.doi.org/10.17533/udea.rccp.v29n1a05.

Antecedentes: mecanismos de lesão da mucosa gástrica incluem o dano celular pela ação dos radicais livres de oxigênio que pode ser medido a través do malonaldehido (MDA). A produção de óxido nítrico (NO) mante a perfusão do tecido gástrico a través da vasodilatação. Objetivo: demostrar estrese oxidativo e alteração da perfusão gástrica pela quantificação de NO e MDA a partir do conteúdo gástrico e sangue de equinos que foram submetidos a um protocolo de indução de ulceração gastrointestinal. Métodos: realizou-se um protocolo a base de fenilbutazona e períodos de jejum em 5 cavalos. Antes e depois do protocolo foram dosados NO e MDA e se avaliou a presencia de sangue oculta em fezes (FOB). No início e no final do protocolo, os animais foram avaliados pela gastroscopia. Resultados: os equinos apresentaram variabilidade nos exames hematológicos e FOB. Encontrou-se azotemia, hiperfosfatemia e hipocalcemia em todos os animais. Não foram achadas alterações significativas na atividade enzimática. Ao final do protocolo, o 40% dos equinos apresentou grado variável de ulceração gástrica. A produção de NO no estômago diminuiu 60%, entretanto a produção de MDA aumentou 55% após do protocolo. A concentração média plasmática de MDA aumentou depois de 96 horas de começar o protocolo. Não houve diferencias significativas na média de NO plasmático durante o protocolo. Conclusão: o protocolo utilizado para induzir úlceras gástricas produz diminuição na citoproteção derivada do NO e induz estresse oxidativo na mucosa gástrica.

Keywords : AINE; anti-inflamatório; antioxidante; estômago; estresse oxidativo.

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · English ( pdf )