SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número54POESÍA Y MUERTE: EL ORFISMO DE HUMBERTO DÍAZ-CASANUEVA índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Escritos

versión impresa ISSN 0120-1263

Resumen

TAMAYO DUQUE, Edward Andrés. ENTRE MITO E LOGOS: UMA INTERPRETAÇÃO SOBRE A IMPORTÂNCIA DO MITO NA ORIGEM DO CONCEITO DA ECONOMÍA. Escritos - Fac. Filos. Let. Univ. Pontif. Bolivar. [online]. 2017, vol.25, n.54, pp.23-44. ISSN 0120-1263.  http://dx.doi.org/10.18566/escr.v25n54.a02.

A diferença do que ocorre na atualidade, durante a antiguidade grega a economía não se estruturava como um galho da ciência designada a estudar o comércio, a riqueza nem a distribuição dos recursos da sociedade, pelo contrário, era um assunto doméstico. Para o homem grego o lar foi o centro de sua responsabilidade como bom cidadão: governando-se e depois governando sua propriedade. Este artigo desenvolverá uma análise sobre a origem primária das práticas da economía nos mitos de Héstia, Hermes, Deméter e Cibele, de maneira que, partindo de sua raiz etimológica, realize uma interpretação sobre esses quatro deuses, fornecendo elementos básicos para demonstrar que o conceito da economía é inclusive anterior ao discurso socrático da época clássica. E, assim, demonstrar como partindo da interpretação do mito, é possível encontrar umas marcas que definem uma série de práticas que, posteriormente, serviram para designar um valor a esse conceito.

Palabras clave : Economía; Mitos; Logos; Deuses gregos; Interpretação.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )