SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue2The medical construction of midwifery. Representations and practices in Catalonia, Spain author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Investigación y Educación en Enfermería

Print version ISSN 0120-5307
On-line version ISSN 2216-0280

Abstract

ARREDONDO HOLGUIN, Edith; RODRIGUEZ GAZQUEZ, María de los Ángeles  and  HIGUITA URREGO, Lina Marcela. Melhoramento nos comportamentos de autocuidado depois de uma intervenção educativa de enfermagem com pacientes com falha cardíaca. Invest. educ. enferm [online]. 2012, vol.30, n.2, pp.188-197. ISSN 0120-5307.

Objetivo. Avaliar o melhoramento nos comportamentos de autocuidado depois de uma intervenção educativa de enfermagem em pacientes com Falha Cardíaca (FC). Metodologia. Participaram 29 pacientes de 30 e mais anos que assistiram em 2010 ao programa de saúde cardiovascular de uma instituição hospitalar de Medellín (Colômbia) que assinaram o consentimento informado e receberam durante 9 meses uma intervenção educativa de enfermagem consistente em encontros educativos grupais, sessões de tele-enfermagem, visitas domiciliárias e cartilha de apoio. Aplicou-se a Escala de autocuidado de Artinian validada no meio, composta por 28 itens distribuídos em quatro dimensões (solicitação de ajuda, adaptação à doença e aderência aos tratamentos farmacológicos e não farmacológicos). Para a avaliação das mudanças nestes comportamentos se aplicou ao início e terminação do estudo. Resultados. Tendo em conta que a pontuação máximo possível de obter na escala é de 84, os pacientes tiveram uma média nas pontuações iniciais e finais de 40 e 53 (p < 0.05). As dimensões em que mais mudanças positivas se observaram foram os de solicitação de ajuda, adaptação à doença e aderência ao tratamento farmacológico; quanto à aderência ao tratamento não farmacológico há dois comportamentos que não tiveram mudanças favoráveis (redução no consumo de sal e medir a quantidade de urina eliminada). Conclusão. A intervenção educativa de enfermagem realizada em nosso estudo teve um efeito benéfico na maioria dos comportamentos de autocuidado avaliados nas pessoas com FC.

Keywords : insuficiência cardíaca; autocuidado; educação em enfermagem.

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License