SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número72THE CONCEPT OF MODESTY IN KIERKEGAARD: AN ANALYSIS OF THE SEXUATE CONDITION IN THE CONCEPT OF ANXIETYDA TRANSGRESSÃO À PUREZA: SABER, PODER E POLÍTICA NO ÉDIPO DE FOUCAULT índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Universitas Philosophica

versão impressa ISSN 0120-5323

Resumo

FELICIO FEILER, Adilson. NIETZSCHE E BOSCOVICH: DAS AÇÕES FÍSICAS AOS PRECONCEITOS SENSORIAIS. Univ. philos. [online]. 2019, vol.36, n.72, pp.279-303. ISSN 0120-5323.  http://dx.doi.org/10.11144/javeriana.uph36-72.nbaf.

A tradução de Nietzsche, da teoria da física da matéria, que se depreende da física de Roger Joseph Boscovich para a linguagem de uma atomística sensorial, provoca o desvelamento de vários preconceitos morais. Para Boscovich os pontos materiais são sintomas de uma ação que não é pertencente ao ponto em si, mas se dá à distância, como resultado de um atuar de um ponto A sobre um ponto B e vice versa. Nietzsche, apropriando-se da física de Boscovich, equipara a sua dinamicidade temporal à teoria da sensação. Neste sentido, os pontos sensoriais são providos de ação e toda a ação é uma ação sensorial à distância, como resultado de um atuar de um sobre um outro. Não reconhecer esta diversidade sensorial seria falsear a constituição física dos organismos. Este desreconhecimento não estaria ligado à origem de nossos preconceitos morais?

Palavras-chave : Nietzsche; Boscovich; matéria; força; moral.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )