SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número69Lições de La longue durée: o legado de Fernand BraudelA agência indígena e a virada rumo ao global índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Historia Crítica

versão impressa ISSN 0121-1617

Resumo

BOHORQUEZ, J.. Microglobal history: agência, sociedade e pobreza da história cultural pós-estrutural. hist.crit. [online]. 2018, n.69, pp.79-98. ISSN 0121-1617.  http://dx.doi.org/10.7440/histcrit69.2018.05.

Este artigo discute a configuração da tendência recente chamada história microglobal. Analisa-se a maneira como a escala micro-histórica tem se tornado uma opção metodológica para resolver alguns problemas da história global. Propõe-se que, à diferença das tendências associadas com os estudos pós-estruturais que usam e abusam de aspectos culturais como raça, gênero, etnia ou da figura dos subalternos, a introdução novamente do sujeito numa escala translocal pode servir para analisar grandes perguntas e escapar da história como narrativa. Propõe-se que se deve pensar a agência não simplesmente como razões culturais, mas também que o sujeito deve ser estudado numa escala global, em que diferentes processos translocais impactam suas capacidades de decidir e de fazer.

Palavras-chave : micro-história; história global; agência; pós-estruturalismo.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )