SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue1Photochemical efficiency of photosystem II (PSII) in broccoli plants (Brassica oleracea var Italica) affected by excess ironThe effect of protein level on egg-laying Japanese quails author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


ORINOQUIA

On-line version ISSN 0121-3709

Abstract

CASIERRA-POSADA, Fánor; ARIAS-AGUIRRE, Julio A.  and  PACHON, César A.. Efeito da salinidade por NaCl sobre Híbridos de Tomate (Lycopersicon esculentum Miller). Orinoquia [online]. 2013, vol.17, n.1, pp.23-29. ISSN 0121-3709.

A salinidade no solo é um dos principais estresses ambientais abióticos que afetam a produção de tomate no mundo. Na região do Alto Ricaurte em Boyacá /Colômbia a produção de tem sido pr este problema devido a que os fertilizantes são administrados por gotejamento com consequências negativas a longo prazo, tais como a acumulação de sais. Para investigar a capacidade comparativa de tolerância de quatro híbridos de tomate expostos a níveis crescentes de salinidade, foi conduzido um estudo bifactorialem condições de casa de vegetação emTunja / Boyacá. Mudas de tomate dos híbridos Supermagnate, Astona, Marimba e Gloria foram plantadas em potes de 3,5 kg de capacidade, contendo solo. Foram expostas a 0, 20, 40, 60 ou 80 mmol de NaCl. A condutividade elétrica destes tratamentos foi de 1,8, 3,6, 5,2, 7,2 e 8,8 dS m-1, respectivamente. Foi determinado o consumo de agua, a eficiência no uso de água (WUE), o peso seco e área foliar. Os resultados mostraram diferenças estatisticamente significativas entre os híbridos e entre o nível de salinidade, no entanto, não houve diferenças na interação salinidade x híbrido. O híidoAstona híbrido apresentou o maior valor de WUE, de área foliar e de produção de massa seca, enquanto Marimba apresentou o menor valor de WUE e de massa seca. A partir de 40 mmol de NaCl, o consumo de água, a WUE, o peso seco total e a área foliar foram mais severamente afetados pela salinidade. Devido à resposta à salinidade nos híbridos avaliados, os produtores da região devem tomar precauções para limitar os seus efeitos quando utilizam esteshíbridos, e também devem avaliar a tolerância à salinidade em outros materiais vegetais.

Keywords : consumo de água; área foliar; eficiência no uso da água; o estresse osmótico.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )