SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número1Respuestas de la mujer frente a los síntomas de Síndrome Coronario Agudo basados en el Modelo Conceptual del Manejo de los SíntomasRuido con daños y estrés: la posibilidad de prácticas de enfermería de trabajo índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Compartir


Avances en Enfermería

versión impresa ISSN 0121-4500

Resumen

CASTRO, Claudia; CEPEDA, Carmita; FLOREZ, Vanessa  y  VASQUEZ, Martha Lucía. Cuidado do bebê na cultura guambiana: um olhar desde a cosmovisão das mães. av.enferm. [online]. 2014, vol.32, n.1, pp.114-123. ISSN 0121-4500.  http://dx.doi.org/10.15446/av.enferm.v32n1.46069.

Introdução: A divergência entre a cultura das mães guambianas com filhos hospitalizados em uma UCIN, e a cultura dos profissionais de enfermagem, abre uma brecha entre o saber cultural e o saber científico, o que pode provocar que as mães não participem ativamente dos cuidados básicos do recém-nascido, devido, em parte, a que este meio é alheio à cultura delas. Esta assimetria entre os dois saberes pode favorecer, não só o incremento da morbidade, mas também os reingressos hospitalares dos recém-nascidos. Objetivo: Descrever as práticas e crenças acerca do cuidado básico do recém-nascido que oferecem as mães guambianas, cujos filhos estiveram hospitalizados em uma UCIN e apresentar uma proposta das diferentes maneiras de ação de cuidado, baseada na teoria do cuidado cultural. Método: Estudo qualitativo de grupos focais, no que participaram mães guambianas hispano falantes, de mais de 18 anos, cujos neonatos estiveram hospitalizados na UCIN. Resultados: Surgiram as seguintes categorias: a relação quente/frio no cuidado do recém-nascido; a lactância materna: alimento completo na saúde do bebê; o rito da ombligada: um enlace para favorecer o vínculo permanente com a mãe e a enchumbada: (forma especial desta etnia para carregar as crianças) uma maneira de fortalecer os ossos do bebê. Considerações finais: Quem cuidam devem adquirir competência cultural para brindar um cuidado congruente, permitindo identificar e diferenciar práticas benéfica daquelas que não o são. O desrespeito à cultura e a falta de congruência no cuidado, nem só agride a dignidade daquelas pessoas que não compartilham nossos pontos de vista, também os afugentam dos serviços, o que aumenta cada vez mais, a brecha entre as culturas.

Palabras clave : Cuidado da Criança; Enfermagem Transcultural; Cuidados de Enfermagem; Origem Étnica e Saúde.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )