SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número2Sobrecarga, rede de apoio social e estresse emocional do cuidador do idosoAvaliação clínica dos sintomas de pacientes com câncer de cabeça e pescoço índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Avances en Enfermería

versão impressa ISSN 0121-4500

Resumo

ALVES DE LIMA, Aílton et al. Qualidade do sono das crianças internadas com síndrome do respirador bucal. av.enferm. [online]. 2019, vol.37, n.2, pp.149-157.  Epub 13-Set-2019. ISSN 0121-4500.  http://dx.doi.org/10.15446/av.enferm.v37n2.74705.

Objetivo:

analisar a qualidade do sono das crianças internadas em hospital com síndrome de respiração bucal.

Método:

pesquisa descritiva, com componente analítico e abordagem quantitativa, desenvolvido com 80 crianças na faixa etária de 5 a 12 anos, internadas em hospital da região Nordeste do Brasil. Realizada a partir de entrevista com pais e/ou responsáveis pelas crianças participantes e questionário Índice da qualidade do sono de Pittsburgh.

Resultados:

30 % das crianças respiradoras bucais apresentaram qualidade do sono muito boa e 43,8 % boa. Os componentes que mais interferiram para qualidade do sono boa foram: qualidade do sono (p < 0,001), latência (p < 0,000) e disfunção diurna (p < 0,000), assim como duração do sono, eficiência habitual do sono e uso de medicação para dormir, com valor de p sem significância.

Conclusão:

as crianças respiradoras bucais apresentaram boa qualidade do sono, segundo percepções de pais e/ou cuidadores.

Palavras-chave : Sono; Respiração Bucal; Saúde da Criança; Criança Hospitalizada (fonte: DeCS, BIREME).

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )