SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número2Qualidade do sono das crianças internadas com síndrome do respirador bucalPrograma educativo para a promoção do autocuidado de pessoas com diabetes mellitus índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Avances en Enfermería

versão impressa ISSN 0121-4500

Resumo

MARTINS PEDROSA, Thais et al. Avaliação clínica dos sintomas de pacientes com câncer de cabeça e pescoço. av.enferm. [online]. 2019, vol.37, n.2, pp.158-168.  Epub 13-Set-2019. ISSN 0121-4500.  http://dx.doi.org/10.15446/av.enferm.v37n2.73149.

Objetivo:

avaliar os sintomas mais frequentes apresentados pelos pacientes com câncer de cabeça e pescoço e fatores associados.

Metodologia:

trata-se de um estudo transversal realizado com 77 pacientes do serviço de cirurgia de cabeça e pescoço do Instituto Nacional de Câncer (Brasil). Foi utilizado o Memorial Symptom Assessment Scale (MSAS), adaptado ao Brasil. Foi avaliada a prevalência dos sintomas, bem como sua associação com variáveis demográficas e clínicas por meio dos testes de qui- quadrado e de ANOVA.

Resultados:

os sintomas mais prevalentes foram boca seca (62,5 %), tristeza (60 %), preocupações (53,75 %), nervosismo (48,75 %) e tosse (46,25 %). Quanto à faixa etária, identificou-se diferença nos sintomas físicos de baixa frequência (PHYS-L), com maior queixa entre os jovens (p < 0,01). Na escala global (TMSAS) houve queixa maior dos pacientes ambulatoriais comparados aos internados (p = 0,05). Houve, ainda, queixa maior de sintomas de baixa frequência entre pacientes sem metás-tase (p = 0,05).

Conclusão:

considerando-se a ocorrência de múltiplos sintomas no paciente oncológico, é necessário ter métodos que sejam capazes de avaliar, de forma mais ampla, os sintomas. Dessa forma, o enfermeiro terá melhor compreensão da complexidade dos grupos de sintomas, permitindo aperfeiçoar as intervenções clínicas no processo de enfermagem.

Palavras-chave : Avaliação de sintomas; Oncologia; Neoplasias de Cabeça e Pescoço; Enfermagem; Pacientes Internados (fonte: DeCS, BIREME).

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )