SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1WARFARINA: USO CONTEMPORANEONEOCITOLISIS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Revista Med

versão impressa ISSN 0121-5256

Resumo

GOMEZ RODRIGUEZ, JUAN CARLOS. ATUALIZAÇÃO DO CONCEITO E TRATAMENTO DA SEPSE, SEPSE GRAVE E CHOQUE. rev.fac.med [online]. 2009, vol.17, n.1, pp.116-129. ISSN 0121-5256.

Embora a sepse seja tão antiga quanto o sistema imune, só até o século XIX identificou-se uma relação da causalidade entre os organismos infecciosos e a infecção per se. E mesmo depois que houve grandes avanços apenas nos últimos vinte anos começo o processo que tenta reduzir sua mortalidade que supera incluso o 50% em casos do sepse grave, tornando-se a décima causa de morte nos países industrializados. A sub notificação epidemiológica da sepse é associada às deficiências na estandardização e as definições dos termos associados: sepse, sepse grave e choque séptico. A compreensão dos mecanismos fisiopatológicos na última década conseguiu criar ferramentas diagnosticas e terapêuticas que têm produzido um impacto altamente positivo, com iniciativas que visam a sua divulgação e uniformidade e assim padronizar protocolos de tratamento. Nesta revisão discutimos as guias do manejo atualizadas recentemente, dirigidas para que se homogênese o tratamento desde na sala de urgências ate as unidades de terapia intensiva e que se estabeleçam cifras que permitam a sua evacuação.

Palavras-chave : sepse; infecção; choque séptico.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons