SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue2INTERNAL FAMILY DYNAMICS AND ORAL HYGIENE OF PEOPLE WITH MILD INTELLECTUAL DISABILITYCONSCIENCE, WILL, AUTONOMY, RESPONSIBILITY IN BIOETHICS AS ETHICS OF CARE FOR A DEVELOPMENT WHICH MEASURES UP HUMAN BEINGS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Hacia la Promoción de la Salud

Print version ISSN 0121-7577

Abstract

PICO MERCHAN, María Eugenia; GONZALEZ PEREZ, Rosa Elena  and  NORENA ARISTIZABAL, Olga Patricia. CONOCIMENTOS E PRATICAS RELACIONADAS COM A SEGURANÇA PEDESTRE EM ESCOLARES DE QUINTO GRAU DE INSTITUCÕES EDUCATIVAS OFICIAIS. MANIZALES. Hacia promoc. Salud [online]. 2010, vol.15, n.2, pp.94-109. ISSN 0121-7577.

Objetivo: identificar os conhecimentos e algumas práticas relacionadas com a segurança pedestre nos escolares de grau quinto das instituições educativas oficiais da zona urbana de Manizales, matriculados no ano 2009. Material e método: pesquisa de enfoque qualitativo de tipo descritivo, quadro da amostra: 4.831 escolares de ambos os sexos, de quinto grau, de 44 instituições educativas oficiais da zona urbana de Manizales. Amostragem probabilístico com uma confiabilidade de 95%, margem de erro do 5%, porcentagem estimado do 70%, para uma amostra de 336 estudantes mediante o programa estadístico Stast. Resultados: escolares entre os 10 e 14 anos de ambos os sexos, (DE=2,41, meia de 10,10 anos), de baixo estrato socioeconômico. O 89% da povoação estudada tinha segurança social no momento do estudo. Do total participantes (n=336), el 84% conheciam as sinais de transito relacionadas com homens trabalhando, a sinal de proibido o passo a pedestres (81%), ciclistas na via (77%), liga a atenção que as sinais de zona escolar só a conheciam o 29% e a de ponto de ônibus, o 44%. Respeito a infra-estrutura viárias, os escolares expressaram que perto a suas casas e escolas são escassos os passos e pontes pedestres. O professor é o adulto significativo em processo de aprendizagem de normas viárias seguido dos pais. Consideraram os semáforos descompostos ou apagados como as situações mais perigosas ao atravessar uma rua seguida da falta destes; preferem o jogo em ruas próximas a suas casas ante a ausência de parques. Conclusões: por sua condição de escolares, os participantes do estudo se expõem varias vezes ao dia a situações de perigo ao cruzar as ruas. Preocupa a falta de infra-estrutura viária suficiente, como passos e pontes pedestres e a presencia de semáforos descompostos ou apagados. As concepções e o que sobejasse em algumas praticam pedestres de contextos urbanos, são uma estratégia para incidir em políticas públicas inclui- entes de formação em cultura ciudadano, desde a perspectiva de promoção da saúde, a segurança humana, o respeito, as responsabilidades e os direitos como pedestre.

Keywords : Segurança; crianças; práticas; conhecimentos; acidente de trânsito; escolas.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License