SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 issue28Geometric Evaluation of Fresh Menisci and Menisci Preserved in 98% Glycerin: Study in Rabbits (Oryctolagus cuniculus)Hematological Characterization of Hicotea Turtles (Trachemys callirostris Gray, 1856) in Córdoba (Colombia) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Revista de Medicina Veterinaria

Print version ISSN 0122-9354

Abstract

DIAZ LOPEZ, Elvis Alexander; URIBE VELASQUEZ, Luís Fernando  and  NARVAEZ SOLARTE, William. Bioquímica sanguínea e concentração plasmática de corticosterona em frango de engorde bajo estresse calórico. Rev. Med. Vet. [online]. 2014, n.28, pp.31-42. ISSN 0122-9354.

As altas temperaturas ambientais propiciam susceptibilidade ao estresse calórico nos frangos de engorde, o que gera mudanças metabólicas. Buscou-se determinar as mudanças na bioquímica sanguínea e a concentração plasmática de corticosterona do frango de engorde sometido a estresse calórico crónico e às condições de temperatura ambiental do sopé amazônico colombiano, sobre as concentrações plasmáticas de corticosterona, glucose, proteínas totais, albumina, globulina, sódio, cloro, potássio, magnésio, fósforo e cálcio. Utilizaram-se frangos machos de 2 estirpes de 21 dias de idade, distribuídos em um desenho experimental irrestritamente aleatório, em um esquema bivariado, com 4 tratamentos. Realizaram-se 5 repetições por tratamento e 25 animais por unidade experimental. As aves foram alimentadas com uma dieta básica de milho e torta de soja com 3,100 Kcal de EM e 19,5% de proteína até os 42 dias de idade. O fator estirpe não teve efeito nas variáveis avaliadas (p ≥ 0,05). Não obstante, existiu diferença estatística significativa (p ≤ 0,05) em todas as variáveis avaliadas ao ser comparadas as concentrações dos metabolitos das aves em condições de estresse calórico crônico com as das aves expostas às condições de temperatura do sopé amazônico colombiano. Concluiu-se que a bioquímica sanguínea sofreu modificações significativas sob as 2 temperaturas experimentais, com maior detrimento fisiológico das aves com estresse calórico crônico. A concentração de corticosterona se constituiu no indicador mais sensível e constante da condição fisiológica de estresse crônico por calor.

Keywords : avicultura; albumina; estirpe; estresse; globulinas.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )