SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número2LA NEUTRALIDAD TERAPÉUTICA DEL PSICÓLOGOLA ACTITUD MÉDICA ANTE EL DOLOR AJENO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Persona y Bioética

versão impressa ISSN 0123-3122

Resumo

RIANI-LLANO, Nora. MOMENTOS CLAVE PARA HUMANIZAR EL PASO POR LA UNIDAD DE CUIDADOS INTENSIVOS NEONATAL. pers.bioét. [online]. 2007, vol.11, n.2, pp.138-145. ISSN 0123-3122.

As unidades de cuidados intensivos (UCI) são sítios muito complexos de tratamento médico que dependem de inovações técnico-científicas importantes para funcionar e lograr bons resultados. Nestes lugares é fácil cometer erros como não brindar atenção personalizada; deixar de executar ações simples, como estabelecer uma boa comunicação e controlar bem os sintomas, o que pode gerar insatisfação e queixas dos pacientes e os seus familiais. Quando o modelo abarca pais e recém-nascidos, é produzido estresse adicional. Neste artigo é proposto corrigir os problemas desta natureza, comuns nas UCI neonatais. Desde uma perspectiva bioética, são propostos instrumentos que constituem um desafio, mesmo se são simples: com a sua introspecção e a mudança de atitude, o pessoal deve implementar novas dinâmicas estabelecendo procedimentos e protocolos que garantem uma interação mais humanizada.

Palavras-chave : ética; bioética; sofrimento; doença; morte; humanização; neonatologia; recém-nascido; UCI neonatal; relação médico-paciente.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )