SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue1CLINICAL ETHICS: STATUS QUAESTIONIS author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Persona y Bioética

Print version ISSN 2027-5382
On-line version ISSN 0123-3122

Abstract

SARMIENTO M., Pedro J.; MAZZANTI, María de los Ángeles; REY, Elena  and  ARANGO, Pablo. METODOLOGIA PARA A ANÁLISE DE CASOS CLÍNICOS NOS COMITÊS DE BIOÉTICA: ENFOQUES E PROPOSTA DE APOIO. pers.bioét. [online]. 2016, vol.20, n.1, pp.10-25. ISSN 2027-5382.  http://dx.doi.org/10.5294/PEBI.2016.20.1.2.

Este trabalho examina e avalia os modelos e as metodologias mais importantes para a resolução de casos clínicos: 1) o principialismo; 2) a deontologia; 3) o consequencialismo; 4) a casuística; 5) a ética da virtude e 6) a ética centralizada na pessoa (ou ética "personalista"). Consideram-se as fortalezas e as debilidades de cada uma e propõe-se, além disso, um instrumento que facilite esse tipo de análise. Como grupo, opta-se por uma metodologia que articula três modelos: o enfoque da virtude, o enfoque centralizado na pessoa e esses dois em harmonia com uma ética focada nos princípios. As razões para essa opção integral estão baseadas, fundamentalmente, no reconhecimento da supremacia da dignidade da pessoa humana e de que as situações clínicas complexas requerem de um olhar integral tanto da pessoa quanto da prática clínica. Esta última exige virtudes, princípios éticos e reconhecimento do ser humano como um ser dotado de dignidade intrínseca e, por sua vez, como fundamento da ética e da prática clínica.

Keywords : metodologia para a resolução de casos clínicos; bioética clínica; principialismo; ética da virtude; ética centralizada na pessoa humana.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )