SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Clinical competences for human viral hepatitis treatment of primary healthcare physicians from the Guatemalan social security systemFactors associated with back pain in adolescents from public schools in one city from South Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Revista de Salud Pública

Print version ISSN 0124-0064

Abstract

LARANJEIRA, Carlos A.  and  LOUREIRO, Sónia. Fatores de risco das úlceras de pressão em doentes internados num hospital português. Rev. salud pública [online]. 2017, vol.19, n.1, pp.99-104. ISSN 0124-0064.  http://dx.doi.org/10.15446/rsap.v19n1.42251.

Objetivo

Identificar e caracterizar os fatores de risco das úlceras de pressão (UP) em doentes portadores de UP, internados num Hospital Central Português.

Materiais e Métodos

Estudo descritivo de corte transversal com uma amostra constituída de 34 indivíduos, 70,6 % do sexo masculino e 29,4 % do sexo feminino com média de idade de 78,93±6,05 anos. O instrumento de colheita de dados foi constituído por uma grelha de análise que contém dados sócio-demográficos, clínicos e terapêuticos. Aplicou-se a estatística descritiva e a análise inferencial, foi utilizado o Teste do qui quadrado de Pearson, para p≤0,05.

Resultados

Da análise dos dados verificou-se que: os indivíduos com UP já apresentavam UP à entrada no serviço onde estavam hospitalizados; os indivíduos, na sua maioria, têm um tempo de internamento de 6 dias a 1 mês; quanto maior é o tempo de internamento mais elevado é o número de UP que se desenvolvem nos indivíduos; a maioria encontra-se classificada como sendo de alto risco para o desenvolvimento de UP; a UP mais grave predomina na região sagrada e calcâneos; a hipertensão arterial, doença respiratória e Diabetes mellitus constituem as patologias mais frequentes.

Conclusão

O panorama atual preocupante no que concerne às úlceras de pressão só poderá ser alterado se houver um maior investimento nas medidas de prevenção e no tratamento precoce. Neste sentido, devem ser sistematizadas orientações aos familiares na alta hospitalar e no acompanhamento ambulatório.

Keywords : Úlcera por pressão; prevenção; hospitalização; fatores de risco (fonte: DeCS, BIREME).

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )