SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número28Frequência de potenciais interações medicamentosas entre antirretrovirais e outros grupos farmacológicos em pacientes colombianosIndicadores e condições de saúde entre trabalhadores informais 'ambulantes' do centro da cidade de Medellin (Colômbia) 2008-2009 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Investigaciones Andina

versão impressa ISSN 0124-8146

Resumo

ISAZA, Carlos Alberto et al. Níveis de citocinas em soro de dependentes de heroína de baixo consumo ativo ou em terapia de manutenção com metadona e controles sãos em Pereira (Colômbia). Investig. andina [online]. 2014, vol.16, n.28, pp.922-931. ISSN 0124-8146.

Introdução: o tratamento com metadona constitui o padrão no manejo de dependentes de heroína. Durante a reabilitação, os pacientes melhoram seu estado de saúde e parecem se tornar imunecompetentes; o fato é atribuído ao abandono de práticas de risco, melhor nutrição e suspensão da heroína, cujo efeito imunedepres-sor é conhecido. Mas como a metadona é também antagonista do glutamato, poderia ter atividade imune-estimulante adicional. Objetivo: comparar níveis séricos das citocinas FNT-a, IFN-y e IL-10, entre dependentes de consumo ativo da heroína (CA=32), dependentes tratados com metadona (Met=20) e controles de pessoas sãs sem história de dependência (Cont=20). Materiais e métodos: participaram 72 pessoas de ambos os sexos, maiores de idade, com provas serológicas para VIH/SIDA, hepatites B e C negativas, que não utilizaram medicamentos com efeitos sobre o sistema imunológico. Resultados: não houve diferenças entre os grupos a respeito de gênero (91,7% homens), idade (25,2 ± 8 anos) e tempo de abuso de heroína (5,3 ± 2,9 anos). Todos os dependentes empregaram outras drogas ilícitas: 96% - maconha, 79% - cocaína/ crack e 52% - outros psicoativos. Ninguém do grupo Met continuava consumindo cocaína/crack, mas a maioria continuava com maconha. Encontraram-se diferenças significativas nos níveis de FNT-a (p=0,0004), IFN-y (p=0,014) e IL-10 (p=0,0001) entre os três grupos estudados; esta diferença se conserva para as três citocinas quando se comparam dependente e não dependentes. Conclusão: encontrou-se um padrão de produção de citocinas séricas, considerado o diferencial entre dependentes e os que não o são, mas não se achou um padrão de resposta imune-induzido por metadona.

Palavras-chave : Dependência a Opiáceos; Heroína; Fator de Necrose Tumoral alfa; Interferon-gama; Interleucina-10; Metadona.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons