SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número25Da subordinação à hegemonía: Sobre a legitimação epistemológica das matemáticas na filosofía natural do século XVIIPor minha alma, eu vou subir para Deus: O conceito de alma de santo Agostínho de Hipona índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Civilizar Ciencias Sociales y Humanas

versão impressa ISSN 1657-8953

Resumo

PEREZ, Alejandro. A metafísica como la ciência da essência: E. J. Lowe e Tomás de Aquino. Civilizar [online]. 2013, vol.13, n.25, pp.177-188. ISSN 1657-8953.

A metafísica após ser ignorado durante anos regressou ao centro de cena na filosofia contemporânea. Tomás de Aquino viveu uma história muito parecida, aquando do nascimento do tomismo analítico. Apesar dos trabalhos desenvolvidos nesta linha de investigação, a metafísica de Aquino foi fortemente ignorada. Contudo, a metafísica de Tomás de Aquino tem uma vantagem, pouco discutida entre os tomistas e tomasinos, que é de ser uma metafísica essencialista. Deste modo, a harmonía com o trabalho do metafísico E. J. Lowe, que apresenta a sua metafísica como "essencialista séria", quer demonstrar que a metafísica de Aquino tem as mesmas virtudes do "essencialismo sério", o que permite aplicá-la como uma posição válida e plausível para a metafísica contemporânea.

Palavras-chave : E. J. Lowe; Tomás de Aquino; metafísica; essencialismo; tomismo analítico.

        · resumo em Espanhol | Inglês | Francês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )