SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número31Conspiração e vida nua. The X-Files, I want to believe: mundo possível ou mundo presente?Alcances e obstáculos do accountability midiático na América Latina após a Terceira Onda da Democratização índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Anagramas -Rumbos y sentidos de la comunicación-

versão impressa ISSN 1692-2522

Resumo

VIGNA, Diego Germán. Autonomia e imperativo do dizer na web interativa. Uma reflexão sobre o fazer arquivo em redes sociais a partir do contexto argentino atual. anagramas rumbos sentidos comun. [online]. 2017, vol.16, n.31, pp.113-133. ISSN 1692-2522.  http://dx.doi.org/10.22395/angr.v16n31a4.

Há uma década e meia, as formas de fazer arquivo e de intervenção autoral em formatos web invadem diferentes esferas de ação dos sujeitos e propiciam comportamentos de construção identitária e cultural. Formas de inscrição e de organização documental que, até pouco tempo, pareciam restringidas ao estudo sobre arquivos institucionais, arquivos de escritores ou outras formas de preservação do patrimônio cultural, hoje modelam práticas cotidianas de sujeitos que se envolvem com processos relacionais intermediados por tecnologias. No âmbito dessa problemática, nosso objetivo é refletir sobre as formas de fazer arquivo no contexto das redes sociais virtuais, as quais consideramos centrais para compreender a dinâmica de intervenção de sujeitos e grupos no ambiente digital interativo. A reflexão está apoiada numa análise documental das publicações e intervenções de usuários na rede social mais utilizada na Argentina, Facebook, tomando como referência empírica a campanha presidencial de 2015 desse país. A análise estrutura-se ao considerar cada publicação ou post como uma unidade de conteúdo, seguindo o princípio de modularidade digital. Tomamos essa campanha porque, em seu desenvolvimento, o componente interativo foi fundamental a partir de um princípio de ação fundamental surgido da análise, que denominamos imperativo do dizer. Essa noção, no contexto de uma gramática de publicação e arquivamento específica, é central para compreender estratégias de captação de votos concebidas a partir da suposta autonomização dos usuários.

Palavras-chave : autonomia; campo intelectual argentino; Facebook; fazer arquivo; gramática da mídia; imperativo do dizer; intervenção autoral; redes sociais virtuais; web interativa.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )