SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número18REVISÃO SISTEMÁTICA EM IDENTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE EXCITAÇÃO PARA GERADORES SINCRÓNICOSMODELOS DE SISTEMAS MRP FECHADOS INTEGRANDO INCERTEZA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Revista EIA

versão impressa ISSN 1794-1237

Resumo

APERADOR, Willian; BAUTISTA, Jorge Hernando  e  BETANCUR, Juan David. RESISTÊNCIA AO DESGASTE EROSIVO-CORROSIVO DE AÇOS AUSTENÍTICOS FERMANAL . Rev.EIA.Esc.Ing.Antioq [online]. 2012, n.18, pp.49-59. ISSN 1794-1237.

Obtiveram-se ligas austeníticas do sistema Fe-Mn-Al, no intervalo Fe-(4,9~11.0 wt% de Al)-(17,49~34.3 wt% de Mn)-(0, 43~1.25 wt% de C), as quais foram fundidas em um forno de indução a partir de materiais de alta pureza. As ligas avaliaram-se com respeito a fenômenos de corrosão, erosão em médio úmido e corrosão-erosão, a um ângulo de impacto de 90º. Para a avaliação da corrosão empregou-se uma solução composta por 0,5 M de NaCl e partículas de sílice com tamanho entre 210 e 300 µm, com o fim de analisar o efeito do conteúdo de manganês e alumínio na resistência à erosão e à corrosão-erosão destas ligas. Para a caracterização da resposta corrosiva usou-se a técnica com curvas de polarização potenciodinâmicas, a extrapolação de Tafel, a caracteriza ção microestructural mediante microscopia eletrônica de varredura (MEV) e os produtos de corrosão através de difração de raios X (DRX).

Palavras-chave : corrosão; erosão em médio úmido; corrosão-erosão; sinergia; fermanal.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )