SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue2Injuries to recognition caused by intraurban displacementUndergraduate students motivations to enroll in graduate programs author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Revista Lasallista de Investigación

Print version ISSN 1794-4449

Abstract

ROLDAN VARGAS, Ofelia; GIRALDO GIRALDO, Yicel Nayrobis  and  MARTINEZ TRUJILLO, Marta Lucía. A emoção como estratégia mobilizadora da ação política de meninos, meninas e adolescentes. Rev. Lasallista Investig. [online]. 2017, vol.14, n.2, pp.152-159. ISSN 1794-4449.  http://dx.doi.org/10.22507/rli.v14n2a14.

Introdução.

O lugar das emoções nos processos de participação infantil e adolescente há sido um assunto pouco visível, porém, elas jogam um importante papel na implementação de ações com outros.

Objetivo.

Este artigo dá conta de algumas emoções que estão na base e impulsam as ações coletivas que empreendem meninos, meninas, e adolescentes que conformam os Conselhos de participação de Medellín.

Metodologia.

A maneira de exercício compreensivo, se indaga pelas emoções associadas à implementação de ações nas comunidades mediante o desenvolvimento de 10 grupos focais com 10 participantes cada um e 21espaços de cartografia social com uma média de 20 participantes cada um, pertencentes ao Conselho de Cidade, aos 16 conselhos comunais e aos 5 conselhos de corregimientos.

Resultados.

Cabe destacar o potencial que os conselheiros lhes atribuem à amizade, a indignação, o medo e a alegria como emoções decisivas na sua configuração como sujeitos políticos e nas consequentes ações coletivas que implementem para ler criticamente seus contextos e construir, a partir das suas próprias condições de vulnerabilidade, alternativas viáveis e produtivas socialmente em função de uma vida digna para todos e todas.

Conclusões.

As emoções determinam as formas como os conselheiros se relacionam com o mundo e com eles mesmos e impulsam suas ações coletivas, as quais, ao ser realizadas no espaço público e em função do bem comum, adquirem o carácter de ações políticas que, por sua vez, favorecem sua configuração como sujeitos políticos.

Keywords : Emoções; participação infantil; participação adolescente.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )