SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 issue2Molecular expression of villin in jejunum of weaned pigs after oral intake of LPS from E. coli author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


CES Medicina Veterinaria y Zootecnia

On-line version ISSN 1900-9607

Abstract

MOLINA BOTERO, Isabel Cristina et al. Produção in vitro de metano a partir duas gramíneas tropicais avaliadas individualmente e associadas com Leucaena leucocephala ou Gliciridia sepium. Ces. Med. Vet. Zootec. [online]. 2013, vol.8, n.2, pp.15-31. ISSN 1900-9607.

A percepção da mudança climática como um dos grandes problemas ambientais do seculo XXI está aumentando nas últimas décadas. A emisão de metano por fermentação ruminal é uma perda de energia potencialmente utilizavel. O objetivo foi estimar as emisões de metano de forragens utilizados em dietas para alimentar bovinos. As dietas avaliadas vieram de um sistema silvopastoril intensivo (SSPi) com leucaena (Leucaena leucocephala; Leu) e capim-mombaça (Megathyrsus maximus; Gui); e de confinamento com gliricídia (Gliricidia sepium; Mat) e a pastagem ángleton (Dichantium aristatum; Ang). Amostras representativas das forragens foram analisadas por seu conteúdo de nutrientes; as emissões de metano das forragens semeadas em monocultivo e misturadas (90:10, 80:20 e 70:30, tendo maior participação às gramíneas) foram medidas in vitro, mediante a técnica de produção de gás. A degradação da matéria seca estimou-se ás 24, 48, 72 e 96 h. As leguminosas tiveram maiores conteúdos de proteína e gordura bruta; enquanto as gramíneas tiveram maior fibra insolúvel em detergente neutro e azedo e cinzas. A maior produção de gás ás 96 h foi para Gui70-Leu30 (156 ml) e a menor foi Leu100 (P≤0,05; 121 ml). Para o sistema em confinamento, a acumulação de gás de Ang70-Mat30 e Ang80-Mat20 a partir das 48 horas foram superiores aos demais tratamentos (P<0,05). As leguminosas demonstraram maiores taxas de degradação que as gramíneas (P≤0,05). Nos dois sistemas de produção não se encontraram diferenças significativas na perda de energia digerida em forma de metano.

Keywords : confinamento; gases com efeito estufa; produção de gado; silvopastoreio.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )