SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 número2Laudato si… uma bioética pelo cuidado da casa comum: mediação entre a ecologia e a ecoteologiaResponsabilidade Social Empresarial: modelo de processos de desenvolvimento de produtos com base na metodologia PRiSM e a Estratégia P5 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Producción + Limpia

versão impressa ISSN 1909-0455

Resumo

GARCIA GOMEZ, Angela Goretty; ROMERO RAMOS, Rodrigo  e  CASTRO SALAZAR, Hans Thielin. Aproveitamento das escamas da indústria aquícola no departamento Huila, Colômbia. Rev. P+L [online]. 2016, vol.11, n.2, pp.102-110. ISSN 1909-0455.  http://dx.doi.org/10.22507/pml.v11n2a9.

RESUMO Introdução. No mundo a indústria aquícola representa quase 50 % dos produtos pesqueiros existentes, e o Huila ocupa o primeiro lugar na Colômbia em produção e exportação de Tilapia (Oreochromis sp); mas, como toda atividade industrial de transformação, nesta se geram uma série de resíduos que afetam ao meio-ambiente um deles são as escamas; as quais, em alguns casos são jogados aos corpos de água produzindo um aumento na carga orgânica, ou em outros são enterradas, aumentando a proliferação de vectores como moscas e roedores; em pró de ter uma indústria marcada nas normas do desenvolvimento sustentável. Objetivo. Pesquisar alternativas para a valorização das escamas geradas nas diferentes etapas de processamento de Tilapia (Orechromis sp), com o fim de obter biopolímeros, como a quitina e o quitosana; os quais tem grandes aplicações para a indústria farmacêutica e cosmética. Materiais e método. Para isto, as escamas foram submetidas a um processo de limpeza e de secado, e posteriormente a técnicas químicas de desmineralização, des-proteinização e des-acetilação, com o fim de obter os produtos desejados; as escamas foram tratadas com NaOH 0,5N a 80 °C por 4 h, logo misturadas com HCL 1,25N a 30 °C por 8 h, e levadas a pH neutro; para a fase de desacetilaç desacetilação se avaliaram duas técnicas, uma com uma base forte que se tratou de NaOH a 0,75N a uma temperatura de 100 ºC denominada (M1), e a outra com um ácido forte de HCl a 37 % por 24 h (M2). Resultado. obtendo resultados positivos para a análise infravermelho em apatita, hidroxiapatita, e quitosana. Conclusão. A obtenção desse polímero envolve uma avaliação da opção deste produto, para que a indústria da piscicultura huilense aumentar sua renda e sustentável desenvolver este sector.

Palavras-chave : quitosana; escamas de peixe; Huila.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons